Extensão MUVI LISBOA regressa à Recreio dos Artistas

MUVI LISBOA
 
Festival Internacional de Música no Cinema
às Terças-feiras na Recreio dos Artistas
de 9 de Janeiro a 6 de Fevereiro 


Eis que novamente chega à Terceira o MUVI, Festival Internacional de Música no Cinema, pela mão do Cine-Clube da Ilha Terceira, com exibições às terças-feiras, na sala da Recreio dos Artistas, sempre pelas 21h00. Cinco sessões, doze filmes (longas e curtas-metragens), entre 9 de janeiro e 6 de fevereiro. Diferentes realizadores, diferentes músicas, diferentes olhares. Um denominador comum: o ritmo. 
 



Na primeira sessão (9 de janeiro) são exibidos "Tu", de Hugo Pinto, Fic/Exp, 2017, 11', Portugal (Prémio do Júri - Sonetos Cantados - Palco Nacional), "LP FilmBuldozer", de VarjaMocnik, Doc, 2017, 52', Eslovénia e "Sotaque Elétrico", de Caio Jobim e Pablo Francischelli, Doc, 2017, 90', Brasil.
 
Seguem-se (16 de janeiro) "78.4: Rádio Plutão", de Tiago Amorim, Fic, 2017, 15', Portugal (Menção Honrosa do Júri - Sonetos Cantados - Palco Nacional), "Escola do Rock Paredes de Coura 2016", de João de Sá, Doc, 2016, 15', Portugal e "Bravo, Virtuoso", de LevonMinasian, Fic, 2016, 92', Arménia.
 
A 23 de janeiro, "Pôr A Minha Vida No Teu Ouvido", de André C. Santos, Doc, 2017, 28', Portugal, "AlacránSoyYo", de Juan Sebastián Alvarez, Doc, 2017, 95', Colômbia, Itália, Cuba, (Prémio da Crítica/Parceiros - Odisseias Musicais), "Fantasma Lusitano", de David Francisco e Nuno Calado, Doc, 2017, 57', Portugal (Menção Honrosa do Júri - Odisseias Musicais - Palco Nacional) e "De WereldMaaktMuziek", de MargrietJansen, Doc, 2017, 82'.
 
 
Na última sessão, a 6 de fevereiro, "Diálogos Ou Como O Teatro E A Ópera Se Encontram Para Contar A Morte De 16 Carmelitas E Falar Do Medo", de Catarina Neves, Doc, 2016, 70', Portugal e "Clara Estrela", de Susanna Lira e Rodrigo Alzuguir, Doc, 2017, 71', Brasil.

Cansados de ver a produção cinematográfica que se faz em redor da música inserida apenas em pequenas secções de outros festivais de cinema, Cláudia Correia, Filipe Pedro e Joana Fonseca decidiram inverter os acordes. Membros fundadores da cooperativa cultural FWD COOP CRL criaram o Muvi – Festival Internacional de Música no Cinema, cuja primeira edição teve lugar em Lisboa, em 2014.

Assim, a partir do mote «Vê além do que ouves» o MUVI junta o público que gosta de música com o cinema, incentiva a criação autoral na área do cinema musical, ensaia aproximações entre o universo da música e o do cinema contemporâneo e potencia a circulação de obras e de autores nas áreas do cinema e da música em território nacional e internacional.

Além dos clássicos relacionados com música (Acordes Históricos), das sessões especiais, das palestras, dos concertos e das exposições, o Muvi apresenta anualmente em Lisboa uma secção competitiva com longas (Odisseias Musicais), curtas (Sonetos Cantados) e vídeos musicais (Canções Com Gente Dentro).

O único festival de cinema específico sobre música em Portugal, contou, na primeira edição, de 3 a 7 de setembro de 2014, com cerca de 2000 pessoas. Na segunda edição, de 1 a 7 de dezembro de 2015, estiveram presentes 3200 pessoas. De 29 de novembro a 5 de dezembro de 2016 marcaram presença no Muvi cerca de 4.000 pessoas, que participaram em quase 150 eventos – sessões de cinema, filmes-concertos, concertos, exposições e festas. Em 2017, na quarta edição do festival, o Muvi durou seis dias e recebeu a visita de mais de 5.000 pessoas que se dividiram em 200 eventos, entre os quais sessões gratuitas e pagas de curtas, longas e vídeos musicais, concertos, um filme-concerto solidário, efemérides, debates, exposições e festas.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

"A Paixão de Van Gogh" | 19 Maio | 18h00 | Recreio dos Artistas

Cine Atlântico - Mostra de Cinema Português Mar e Ilhas

O Cine Atlântico homenageia o realizador António de Macedo